Orientação da Sociedade Brasileira de Cardiologia

Imagem Ilustrativa

 

A lenta, mas contínua, transformação espiritual da humanidade ganha mais capítulo, a Sociedade Brasileira de Cardiologia orientou aos médicos que abordem a espiritualidade dentro dos consultórios. É uma quebra de paradigma que vem ocorrendo em todo mundo e que alcança agora a medicina no país. Notadamente materialista, a medicina, pelo menos a acadêmica, nunca admitiu a aproximação com o lado espiritual do ser humano, no entanto, essa é uma regra que vem, ao longo do tempo, sendo quebrada. Esse é mais um passo na direção da unificação dos aspectos material e espiritual que existem no homem, e que devem coexistir harmonicamente para a evolução do ser, que o Espiritismo afirma nas palavras de seu codificador, Allan Kardec, e do Espírito Emmanuel:

O Espiritismo é, ao mesmo tempo, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática consiste nas relações que se podem estabelecer entre nós e os Espíritos; como filosofia, compreende todas as consequências morais que decorrem de tais relações.1

Podemos tomar o Espiritismo, simbolizado […] como um triângulo de forças espirituais. A Ciência e a Filosofia vinculam à Terra essa figura simbólica, porém, a Religião é o ângulo divino que a liga ao céu.” […] No seu aspecto científico e filosófico, a Doutrina será sempre um campo nobre de investigações humanas, como outros movimentos coletivos, de natureza intelectual, que visam ao aperfeiçoamento da Humanidade. No aspecto religioso, todavia, repousa a sua grandeza divina, por constituir a restauração do Evangelho de Jesus Cristo, estabelecendo a renovação definitiva do homem, para a grandeza do seu imenso futuro espiritual.

KARDEC, Allan. O que é o espiritismo. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 1. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2009. Preâmbulo.
XAVIER, Francisco Cândido. O consolador. Pelo espírito Emmanuel. 28. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2008. Definição.

Jornal da Band